A mãe odeia Juízo Final

O tempo do amor materno

Aprendi muitas coisas boas com minha mãe, porém, a mais interessante de todas elas foi sobre o tempo do amor materno. Afinal qual é o tempo de amar? O amor da mãe é atemporal, pois ela ama a tempo e fora de tempo.

O tempo da mãe não é o tempo fechado, com antes e depois como pensava Platão e o cristianismo, isto é, baseado em princípio, final dos tempos, consumação dos séculos, etc.

O tempo da mãe é aberto como dizia o filósofo Bergson. O tempo da mãe é bergsoniano. A mãe é bergsoniana, pois ela acredita que o todo é aberto, isto é, sempre faz surgir algo de novo.

O tempo materno não comporta a idéia de juízo final, nem de condenação de filhos. O universo materno é pura expansão e sempre tem espaço na VAN.

Mãe é sinônimo de condução na predestinação afetiva universal.

Não é a toa que a mãe é chamada de PEDAGOGA DO COTIDIANO, pois conduz com amabilidade em meio às instabilidades.

A mãe e o cazuzinha australiano

Hello! Que bom que vocês vieram. Como diz Milton Nascimento: todos os dias é um vai e vem , a vida se repete na estação. Vocês vieram aqui mas, ano passado, eu fui à Berlin na Alemanha. Cheguei num domingo a noite por volta de 22h, debaixo daquele frio europeu. Estava super cansado, porém empolgado. Quando cheguei no albergue no centro de Berlin, a primeira palavra que eu ouvi da recepcionista foi: Hello!! Eu respondi hello e desenrolei um bate papo, peguei a chave do quarto e fui dormir.

No dia seguinte, como todo bom turista, fui fazer um tour pela cidade. Entrei no metrô, e me deparei com um grupo de turistas conversando em inglês. Imaginei que fosse ingleses, ou irlandeses, quem sabe escoceses. Como eu sou um negão simpático, curioso e cara de pau, me aproximei e falei: Hello! Where do you from? Eles me responderam: Austrália..and You? Brasil...oié...very nice Brazil. Começamos a dialogar sobre a dinâmica topográfica dos opostos. Brazil e Austrália, primeiro mundo e segundo mundo, very nice/ very longe, o canguru e o pitbul, o aborígene e o paikam, o santo e o safado, o tímido e o ousado, Brazil bom de bola, ruim de bola, só inglês/ portuinglês, salve a versatilidade carioca.

Aquele bate papo que tinha tudo para desequilibrado era totalmente equilibrado graças a força geográfica de Berlin, centro da europa, equilíbrio na dialética entre Brasil x Austrália.

Mas algo inesperado aconteceu. Apareceu na tela: próximo trem daqui 2 minutos. O filho da australiana falou: Hello mama! I need money to buy ticket. A mãe falou: sorry, esqueci disso, e deu a ele o dinheiro, ele colocou na máquina e recebeu o ticket. Ele feliz da vida, começou a cantar: Faz parte do meu show, faz parte do meu show, pedir dinheiro pra mãe. Uma espécie de Cazuzinha australiano. Detalhe, ninguém ouviu aquele música, só eu, pois eu tenho o poder de psicografar sons musicais.

Quando fui escrever Mamãesambajazz, pensei na força desse episódio e me questionei: Porque aquele garotinho pediu dinheiro aquela mãe? Porque ele precisava, e sabia que ela era a mãe dele, era uma espécie de manda-chuva. Porque ela deu dinheiro aquele garotinho? Porque era filho dela, e ele dependia dela, pois era criança ainda.

Mas ela ajudou consciente que futuramente esse filho será um adulto independente, vai ter que se virar por conta própria, porque a função de uma mãe é preparar o filho para que o filho seja um cara de cara pra vida, pois a vida é um te vira.

Mas se futuramente, esse filho ficar desempregado, e bater com a cara no chão, e gritar: Hello Mamãe! Estou lascado, estou ferrado, to no fundo do poço, a mãe vai ouvi-lo, não interessa a distância, e as circunstâncias, vai estender a mão e vai ajudá-lo, porque a mãe possui sensibilidade auditiva e elasticidade nos braços.

(discurso de abertura do show MAMÃESAMBAJAZZ)

Show Mamãesambajazz 25 de maio as 18h (Inédito)

Igreja Presbiteriana de Vila Isabel será o local
Produção: Joeblack, Ed Negão e Longuini Alemão
Tico Tico na mamãe, Trio Macdonamãe, Bossa mamãezinha, Rap só agradecer, rock hello mamãe e muito mais...


 

Copyright 2007 | Blogger Templates por GeckoandFly modified and converted to Blogger Beta by André Monteiro.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.