“Pode-se partilhar e viver por empatia a alegria e a dor do outro, mas a alegria e o sofrimento, ainda que partilháveis, são intransferíveis”. (Edgar Morin) Deus Pai e Mãe de tudo e de todos e arquiteto da dinâmica do morrer de vida e do viver de morte para todas as coisas que habitam e co-habitam neste Caosmo gerador de Caos (desordem) e de Cosmo (ordem) criadora\criativa! Hoje a tarde quando eu me dirigia ao consulado alemão me deparei com o Boi (amigo de infância do Pedrão) e ele emitiu a notícia de que a Sônia Lia (linda morena da foto) foi vítima da engrenagem da vida e da morte convergentes e faleceu recentemente. Nós te agradecemos porque a Sônia Lia num dia sagrado, veio ao mundo em forma de bebê, e chorou perante a novidade em forma de contato\advento da luz, pois nascer é se deparar com o esboço\rascunho de si mesmo. NósTe agradecemos porque ela cresceu, se tornou criança, brincou\aprontou com espiritualidade lúdica de uma pequena que brincava no parquinho de Deus. Nós te agradecemos porque ela se tornou adolescente, se tornou jovialidade e se casou, gerando filhos (gerar um filho é afirmar a vida em toda a sua potencialidade e dimensões) e foi querida pelos parentes, amigos e afins. Nós te agradecemos porque ela foi preenchendo o esboço de si mesma, pois viver é preencher este rascunho doado no ato do nascimento. Nós te agradecemos porque, após viver em abundância de vida, o corpo, a alma e o espírito de Sonia Lia num ato de unanimidade profética do devir, pediram descanso visando à possibilidade de viajar para o avesso de si mesmo, no túnel que conduz a morte transfiguradora. Te agradecemos porque após ser abençoada com o rascunho de si mesmo e com a oportunidade de ter preenchido este rascunho de vida, a Sonia foi abensonhada com o advento da cumulação, pois morrer é quando o homem\mulher experimenta a sensação de ter espremido o sumo da laranja de si mesmo ...é quando o homem\mulher vem todo inteiro para fora desde as mais profundas profundezas...quando é agraciado pela perfeição, que não é um ponto isolado no Universo, mas é um trajeto construído AO LONGO DE (...)... Nós te agradecemos porque Sonia Lia foi uma boa filha, uma boa irmã para os irmãos, uma boa amiga para os amigos, uma boa profissional no metier de formação acadêmica, uma boa mãe, uma boa esposa, uma boa pessoa, etc, etc das coisas boas, sublimes e singelas... Sônia partiu com alma feminina para outra dimensão e nós aqui ficamos “presos” a nossa consciência humana demasiada humana cheio de orações e “especulações”....Apesar das nossas crenças religiosas que insiste em dar nomes para os eventos no âmbito do buraco negro da morte, nas guaritas mais secretas do nosso eu profundo, não sabemos de nada, e nosso silêncio nostálgico e acolhedor vale mais do que mil palavras explicativas sobre o “tapete”, “janelas”, “portas”, “banheiros” e afins do paraíso paradisíaco. O que podemos afirmar com segurança é que Sonia Lia veio da barriga de Deus, e enquanto viveu, viveu com benção abundante de Deus e daqui para frente, ela continuará sendo acolhida pela hospitalidade inenarrável de Deus. Nós te agradecemos porque tu és um Deus Mistério, e a simplicidade da nossa fé não precisa dar nome aos “bois do além” para exercemos nossa espiritualidade e afetividade em meio aos riscos do trágico (bicho papão) que nos rodeia desde a fundação do tempo do tempo. Em nome do Deus doador da vida consciência, respeitamos e aceitamos o advento do Deus hospitaleiro da inconsciência. Todos os parentes, amigos, conhecidos, simpatizantes da Sônia Lia emitimos um amém coletivo ao Deus da NOVA Sônia Lia...Somos cíclicos, logo existimos no caldeirão rejuvenescedor de Deus.... Joe... "Toda felicidade que há na terra, Meus amigos, vem da luta! Sim, a amizade requer Os vapores da pólvora! Em três coisas se unem os amigos: São irmãos na miséria, Iguais ante o inimigo, E livres diante da morte!" NIETZSCHE. A GAIA CIÊNCIA.

0 Comments:

Post a Comment




 

Copyright 2007 | Blogger Templates por GeckoandFly modified and converted to Blogger Beta by André Monteiro.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.