MORRER É ESPREMER O SUMO DA LARANJA DE SI MESMO...Para seu Jair..IN MEMORIAN,.

MORRER É ESPREMER O SUMO DA LARANJA DE SI MESMO...É SER ABENSONHADO PELA MAGIA DO ADVENTO INCONSCIENTE DA PERFEIÇÃO . No segundo semestre de 1999, eu trabalhei na Igreja Batista de São Silvano em Colatina-ES. Todos os finais de semana, eu era convidado por uma família para almoçar e ficar hospedado, pois eu morava em outra cidade vizinha. Todas as vezes em que eu dormia na casa da Marilza do Zelito, elas me levavam para perto do seu Jair...Seu Jair gostava de conversar comigo..era super gentil...era super tradicional, mas se dava bem comigo..Sempre me tratou muito bem...Fiquei sabendo pelo São Facebook, que irmão Jair partiu para viver nas poltronas sagradas e chiquérrimas de Deus. Enquanto aqui na terra, os parentes e amigos choram a perda do amado, no outro lado da vida, há festa e recepção com delírios de júbilos. Quem morre na velhice, é recebido como bebê cheio de alegria pela Mãe\Pai Deus e irmãos anjinhos..Nos braços do Caosmo Deus, o Jair é recepcionado lentamente por mãos desconhecidas que o farão conhecer no tempo avesso do nosso tempo concebível\sentível\visível, uma nova dimensão de vida que só ele os que partiram podem aprender a outra língua e se adaptar ao novo clima além dos muros da nossa existência bi-dimensional....Só quando virarmos para o avesso de nós mesmos é que poderemos entender a nova língua que seu Jair começa aprender daqui para a frente....Nascer é deparar com o esboço\rascunho de si mesmo; viver é ir preenchendo este rascunho e morrer é quando o homem vem inteiro para fora desde as suas mais profundas profundezas. Morrer é sentir a sensação de perfeição\cumulação\sensação de ter espremido o sumo da laranja de si mesmo, pois perfeição não é um ponto isolado e atingível no tempo, mas é um percurso realizado ao longo de (...). Creio que ele morreu sem lamúria e sem remorsos por ter feito nem demais e nem de menos, mas morreu com a sensação de ter feito as coisas na medida da medida...Por isso, morreu com sensação de ter feito no limite, pois ser forte, é ser forte em vida no limite... O lado visível de mim mesmo, chora com os que choram, no entanto, o avesso escuro de mim mesmo, festeja com os que festejam a recepção caloura discreta do outro lado da vida....Morrer é espremer o sumo da laranja de si mesmo para a geratividade do suco da vida na eternidade se fazendo novidade de vida e vida em diviva abundância... A memória redime a história....As netas dele Wânia Sol e Fernanda Ferreira Costa já nasceram modelos...foram abençoadas pelo Deus Apolo..Deus da beleza... .Abraços em forma de nostalgia filosófica do jovem Joe.. Joevan Caitano... Para seu Jair..IN MEMORIAN,.

1 Comment:

  1. Anônimo said...
    Eu como Neto me sinto feliz pelo texto parabens....

    ........Wesley B Ferreira

Post a Comment




 

Copyright 2007 | Blogger Templates por GeckoandFly modified and converted to Blogger Beta by André Monteiro.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.