Quando eu ingressei na graduação com olhar de calouro inocente abobalhado, escutei umas histórias\estórias bem picantes...Diziam que em alguns Campus, rolavam surubadas e orgias frenéticas entre veteranos e calouros arregimentados para as testabilidades do piru e piânus ..Já as Vaginações, só ocorriam nos labirintos da filosofia em outras universidades e faculdades alternativas..Eu ficava orando e olhando, escutando e orando..Diziam que todo mundo ficava nu nos cultos da gravata e o cajado afetivo pairava sempre atiçado em pé movido pela vontade de poder dos experientes coletivos...Os calouros mais sensuosos, tinham regalias naquele momento de fraternidade lúdica e no porvir...Regalias abensonhavam corpos esculpidos pela vontade de beleza do Deus Apólo...Eholim apenas olhava pelas fendas emissoras de gemidos suaves de com vibrato de eloquência não muito altissonante... Todo mundo NÚ....uhu....Assim definiam os historiadores da genealogia subversiva da moral para além do bem e do mal..Local propício à sensualidades físicas para a fertilização da educação afetiva ambiental....sexualidade via erotismo de ambiente... "Sexo é música e música é tesão"...É minha tese sensível do cotidiano lúdico imaginário. Joe

0 Comments:

Post a Comment




 

Copyright 2007 | Blogger Templates por GeckoandFly modified and converted to Blogger Beta by André Monteiro.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.