“Eu sou mil possíveis em mim, e não me resignarei a ser apenas um deles”.

Hoje tomei conhecimento que um amigo meu entrou em pânico, atrito e emitiu comportamentos bélicos com a mãe, porque a mamãe apoia a filha que é lésbica. Pelo que me falaram, o sujeito até saiu de casa por não aceitar de jeito nenhum o lesbiafetividade da irmã....Posturas alopradas como esta e outras, mostram o quanto nós brasileiros ainda temos uma mentalidade muito atrasada com relação aos homossexuais...Quem é crente, desde pequeno foi acostumado a convivência num Reino de "Deus" segregado para exclusivamente heterossexuais...a Sociedade, pregava que era era doença e estimulava a expulsão para afetivizações secretas e alternativas...Nas ruas, volta e meia a gente passava\passa e via dois cachorros machos brincando de cavalinho, comendo um ao outro e a gente fazia\faz vistas grossas e nao botava Deus nem Diabo no meio....A gente se entristece com atitudes sem pé e sem cabeça, mas infelizmente, as pessoas agem porque são rabos presos e reféns de uma ideologia inculcada por anos e anos de catequese social\religiosa...Agora, será preciso vir anos e anos de piru e piânus de catequese para que o timbre melódico da multi-sexualidade seja audível e compreensível aos ouvidos mono-melódicos....Lembre-se que nem só de sexo espada com espada e\ou aranha com aranha vive seres humanos homossexuais, mas de carinho e de cumplicidade....É isso que as pessoas precisarão entender: São dois corpos ...ambos possuem dimensões masculinas e femininas afloradas\dominantes ou recessivas convergentes intercambiáveis....Todos nós somos uma coisa e outra. Temos uma parte masculina e feminina.. Quando nos relacionamos com o outro, a nossa parte masculina pode se relacionar com a parte feminina do outro, ou a parte feminina pode se relacionar com a masculina do outro, ou a nossa parte masculina pode se relacionar com a parte masculina do outro, ou a nossa parte feminina pode se relacionar com a parte feminina do outro. Podemos ter várias possibilidades de relação. Como dizia Roger Bastide: “Eu sou mil possíveis em mim, e não me resignarei a ser apenas um deles”. Joe

0 Comments:

Post a Comment




 

Copyright 2007 | Blogger Templates por GeckoandFly modified and converted to Blogger Beta by André Monteiro.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.