Eu acredito num Deus que funk...

Uma internauta me pediu uma sugestão sobre como proceder pois precisa dar uma palestra sobre "músicas que agradam ou coração de Deus e músicas que não agradam a Deus". Minha sugestão\reação foi a seguinte: Eu recomendo que você pense em ritmos que agradam as pessoas de uma comunidade específica e ritmos que não agradam...Agradar ou não a "Deus" significa nas entrelinhas do eu profundo AFINIDADES de escuta\familiaridade\identificação com determinado tipo (s) de música (s)...Deus nao tem nada a ver com gostos... Melhor seria vc fazer uma pesquisa de campo, colhendo dados sobre os tipos de música que a tua igreja escuta e gosta, da igreja que vc for falar curte e canta e de outras comunidades de fé..Faça uma análise comparativa e questione \identifique o porque as pessoas gostam de musica X e porque nao gostam de música Y..tente não enfiar Deus\Bíblia no meio. Se Deus tiver que ser inserido, que ele seja inserido a sangue frio para legitimar a tolerância e a curiosidade para se abrir a escuta de boa vontade de outros tipos de música de outros nichos sociais... Eu acredito num Deus que funk... Joe...

0 Comments:

Post a Comment




 

Copyright 2007 | Blogger Templates por GeckoandFly modified and converted to Blogger Beta by André Monteiro.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.