Depois eu morrer, ligarei a minha fé no FODA-SE no devir do CAOSMO UNIVERSAL

No fundo no fundo, eu não estou nem ai para a temperatura do inferno e nem tampouco perco tempo especulando sobre nobreza do céu..Depois eu morrer, ligarei a minha fé no FODA-SE, pois quero que se dane meu corpo na criatividade no devir do Caosmo Universal...Que a partir da diluição de meu corpo, novas formas de vida nasçam, se reproduzam e morram...Todos nós somos matéria prima para quem virá depois de nós, bem como somos frutos da matéria prima de outros corpos q viveram antes de nós..somos filhos de estrelas que explodiram há milhões de bilhões de anos atrás...Que tal a gente admitir possibilidade de se tornar uma discreta formiga na posteridade? Mas, o discurso soberbo de espiritualidade de colonizador quer sempre continuar sendo homem com trajes de homem-anjo super herói no Paraíso dos marajás no além.... Joe

0 Comments:

Post a Comment




 

Copyright 2007 | Blogger Templates por GeckoandFly modified and converted to Blogger Beta by André Monteiro.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.