Todo espírito criador olha baixo, olha manso, olha abençoador....

Quando somos artista criadores, temos nossas manias que fazem parte do DNA do cotidiano. Precisamos de muito espaço....espaço para a solidão..espaço para as maluquices...espaço para enfrentar os nossos anjos e demônios no tempo do tempo atemporal ...espaço para o necessário distanciamento...Quem aspira entrar na casa afetiva de um artista (namorada, esposa, amante, amigo\a, etc) precisa ser cara de pau para enfrentar e suportar todo o tédio prazeroso que habita e co-habita nas veredas mais estranhas e esquisitas da convivência...Quem não tem esta disposição para entrega e escuta, melhor seria se não tocasse a campainha do portão do portão do portão do portão que dá acesso ao porão da ebulição criativa... "[...] Para o pensador e para todos os espíritos inventivos, o tédio é aquela desagradável “calmaria” da alma, que precede a viagem venturosa e os ventos joviais; ele tem de suportá-la, tem de aguardar em si o seu efeito: - é justamente isso o que as naturezas menores não conseguem obter de si! Afastar o tédio é vulgar: assim como é vulgar trabalhar sem prazer.[...]"..by (NIETZSCHE) abraços do Joe...

0 Comments:

Post a Comment




 

Copyright 2007 | Blogger Templates por GeckoandFly modified and converted to Blogger Beta by André Monteiro.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.