A gente dá muito valor a vida...deveríamos dar valor a morte também.... A gente vai voltar várias vezes pela intercambialidade da dinâmica vida\morte... Quando a vida tá de saco cheio com a gente ela nos despacha para a morte ...deve ser a mesma coisa que a morte faz com a vida....a morte de saco cheio com os mortos despacham alguns mortos para a novidade de vida....a gente tá sempre se renovando...Dentro de mim, pode haver personalidade de dinossauro, tamanho do pênis de Abraão, elasticidade da prega do rabo de Jesus, cabelos de Beethoven, dentes de Maomé, unhas de Chopin, suor de escravos, vocabulário de Dercy Gonçalves, inteligência de Nietzsche, catinga de suvaco de Alain Delon...etc [...] Somos filhos de estrelas que explodiram há milhões de anos...Não adianta fazermos papel de moderninhos ao som de sinfonias no piânus, pois todas as nossas veias e pregas, estão ligadas e condenadas desde a circularidade de todos os tempos e de todas as coisas....Somos um Tiradentes da Ciclo-Multi-Universalidade...Somos esquartejados e recriados em cada quadrado circular.... Joe..

0 Comments:

Post a Comment




 

Copyright 2007 | Blogger Templates por GeckoandFly modified and converted to Blogger Beta by André Monteiro.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.