Diga não à Ditadura do viver utilitário....

Já li muito os livros do autor John Maxwell...Li durante um curso de pós-graduação em música sacra em 2004\2005 na FABAT...Como eu era tábua rasa e bobinho no pensamento, fiquei fascinado pelas ideias dele, mas posteriormente odiei o q ele escreve...Ele só pensa na ação...ação...como render mais..como otimizar o tempo...Num dos livros, ele escreveu que nao entende como numa viagem de avião o passageiro ao lado pode estar parado sem fazer nada....E que ele aproveita a viagem para reler algumas coisas, ou passar em vista algumas planilhas de uma possível reunião de negócios...Enquanto ele tava revisando as planilhas, o outro podia tá ruminando o que leu há 6 meses atrás....Ruminar o conhecimento também é uma forma de prazer pelo conhecimento no silencio vago do tempo do tempo...Ou ele tá descansando a mente ...Descansar o corpo também é uma forma de viver em multi-potencialidade de vida... Depois que li Nietzsche, passei a ODIAR o autor JOHN MAWXELL....Acho q ele não dorme...só fica aceso 24 horas...Só pensa em dinheiro....em render mais....hibris..cobiça...quero mais...Parece a pressão q o CNPQ e as Universidades impõem sobre os docentes e pesquisadores...Para serem reconhecidos, precisam produzir, produzir, produzir, computar quantos artigos publicou, etc...Ditadura da Matemática da Cobiça...Para Maxwell, não pode haver lacunas no tempo..tem q preencher tudo...Porra!! Precisamos de muitas fendas\lacunas\buracos no tempo do nosso tempo para que os ventos de avivamento penetrem no interior de nosso edifício humano demasiado humano e nos eleve a condição de felizados e agraciados pela magia do viver lúdico...a vida é frágil, por isso, precisamos estar com nossas vaginas e credicu abertos em momentos estratégicos, para que o pênis da divindade do prazer e nos liberte das nossas algemas do viver utilitário. Perguntaram ao escritor argentino Jorge Luis Borges: Para que serve a poesia? Ele respondeu: Para que serve a morte? Para que serve o sabor do café?? Para que serve o Universo? Para que sirvo eu? Para que servimos?... Penso que nascer é se deparar com o rascunho\esboço de si mesmo, viver é ir preenchendo este rascunho, e morrer é quando o homem vem inteiro para fora desde as suas mais profundas profundezas...Quando o homem vive curtindo a vida, nasce, sofre, goza e morre com sentimento de perfeição, por ter feito tudo o que devia ter feito, pela consciência limpa de ter jogado muuuuita conversa fora, de ter desperdiçado milhões e milhões de espermatozóides para gerar um único filho herdeiro da herança humana demasiada..Morre, na abertura do mundo para o ato de fazer e para a necessidade física do ceder a outra atividade rejuvenescedora....Lembre-se que o diabo é o descanso de Deus a cada seis dias... (Nietzsche, em Para Além do Bem de do Mal)..rs Prá que serve ir a praia para ficarmos de bunda prá cima debaixo do sol? Pergunte para Deus, pois foi ele quem criou as praias e as bundas para cairem para cima... Acho que ele fez as praias para acomodarem sensualidades inteligente... abraços do Joe...

0 Comments:

Post a Comment




 

Copyright 2007 | Blogger Templates por GeckoandFly modified and converted to Blogger Beta by André Monteiro.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.