Internauta cristã ficou horrorizada e escandalizada, porque leu numa biografia, que o Nietzsche ficava peladão, rasgava dinheiro e comia uma guria de apenas 9 anos. Mas, a narrativa bíblica também não nos exotiza exorcizamente quando expõe o caso do profeta João Batista que comia gafanhotos com mel? Tudo é vontade de comer..vontade de fudência...id\ego\superego\sombras\animu-anima\self convergentes......Cada um, com a sua loucura e ternura, né??..Cada um cuidando da sua própria vida, né??? Deus deu uma vida para cada um, para que cada um cuidasse da sua.... Solicitei a fonte bibliográfica, mas ela disse que deu branco...rs Sem ler nenhuma fonte primária, não tem fonte secundária que se sustente por muito tempo...rs...é óbvio e natural que ocorra esta fragilidade da memória... Rasgar dinheiro também é uma virtude..De repente, Nietzsche estava treinando o desapego ao dinheiro que é a raiz de todos os males (Não tá na Bíblia isto?)...Rasgar algumas cédulas de valor acima de $ 50,00 ou 30 Euros, é um bom ensaio para a testabilidade do viver pela fé, conforme ensina a Bíblia (faca de gumes e literatura sagrada portadora de bipolaridade nas palavras)... Nietzsche no auge da fama, rasgando dinheiro...Não é postura a ser observada com lentes bem cristológicas....??? Voz divina exclamou: Quanta blasfêmia! Deus tenha misericórdia da sua vida Fulano... Crítico divivo questinou: Mas, Blasfêmia também não seria uma forma sonora de potência? É uma excelente dica para cantores, instrumentistas e compositores....Em pontos culminantes texturais,onde se exige cumulação de densidade e intensidade, o importante é encontrar a fera nas palavras..... Meus filhos, são as minhas palavras... Abraços sonoros e jubilosos do Joe..

0 Comments:

Post a Comment




 

Copyright 2007 | Blogger Templates por GeckoandFly modified and converted to Blogger Beta by André Monteiro.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.