Quando me falam que não devo questionar procedimentos cínicos de pessoas portadoras de santidade elevada a enésima potência de escolhidos, retruco sem papas na língua: NÃO EXISTEM HOMENS UNGIDOS E ESCOLHIDOS DE\POR DEUS....O Pluri-Universo é indiferente a tudo o que há nele. Um pastor X ou Padre Y é tão ungido quanto a bactéria que inferniza o computador das tripas que há nele. Ele é tão ungido quanto a formiga que faz cosquinhas sádicas na espiritualidade do dedinho dele ...É tão ungido quanto o ET que vive nos labirintos esquisotóides de outras galáxias...É tão ungido, quanto um verme que habita e co-habita na privada do seio de Abraão...É tão ungido quanto a mim que sou emissor deste jato sarcasmo em forma de palavras.... Somos todos filhos da mesma barriga chamada CAOSMO.....Somos herdeiros e co-herdeiros das fagulhas de estrelas que explodiram há milhões de anos...Somos ungidos pela unção da ebulição do tudo a favor de tudo e do tudo contra todos... Somos ungidos para sermos seres no estar\devir aí, lançado, jogado na abertura do mundo...Somos ungidos para a vida da vida e para a morte na morte, pois nascer é se deparar com o nosso próprio esboço\rascunho, viver é preencher este rascunho, e morrer é quando saímos inteiro para fora desde as nossas profundezas mais enigmáticas do nosso eu profundo e coletivo....Somos filhos\co-irmãos de Fantasmas que co-existem nas profundezas do Mistério, pois quando morremos, nos juntamos a maioria. E como há mais mortos que vivos, isso quer dizer que morreu, já que os que vivemos somos uma minoria e uma minoria provisória. Somos finitos pois o que precisa ser, precisa ter limites e somos infinitos (diferente do infinito matemático) porque a cada passo que damos, ocorre o todo\ tudo o que devia ocorrer naquele fragmento do instante...Somos MEGAS e merdas... Joe....

0 Comments:

Post a Comment




 

Copyright 2007 | Blogger Templates por GeckoandFly modified and converted to Blogger Beta by André Monteiro.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.