Quando o galo falha, o mala fala

Quando se preparava para ir ao Monte das Oliveiras, Jesus disse à Pedro e aos demais que a coisa seria sinistra dali para frente. E alertou: Pedro, acho que você e muitos irão gelar quando o bicho pegar. Então pedro começou a chorar e agarrou-o e disse: Eu te amo e tô contigo pro que der e vier.
Os discípulos ficaram escandalizados pois davam mais valor ao dilúvio do que ao arco-íris. Diante de todo aquela carinhosidade pedriana, Jesus alertou: Amor! Aquele galo que você disse que é teu conchavo, ele tem maior cara de 71. Mas Pedro negou a periculosidade galiana.
A desconfiança profética se cumpriu no momento que o soldado desembanhou a espada e disse dá ou desce e morre. Então aquele galo cantou e entregou o jogo. Ele contou tudo musicalmente, inclusive as intimidades de Pedro e Jesus que Pedro confidenciou aquele pássaro “encantado”.
Depois que baixou o fogo, Pepê chorou se sentindo traído pelo Galo e quis matá-lo, mas ele tinha asas para voar e naquelas alturas do compeonato, já estava voando rumo ao seio de Abraão. Restou a Pedro, se consolar nos braços do pastor mala fala. Quando o galo falha, o mala fala.

0 Comments:

Post a Comment




 

Copyright 2007 | Blogger Templates por GeckoandFly modified and converted to Blogger Beta by André Monteiro.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.